As melhores harmonizações de queijo e vinho

Para que desfrute de todos os momentos em sua casa, o 19|90 Premium Wines preparou uma lista de sugestões com as melhores harmonizações entre queijo e vinho, tornando as suas entradas ou aperitivos numa experiência gastronómica singular.

Queijo de Cabra + Casa de Santar Branco

A acidez e o baixo corpo destes queijos é marcante. Os queijos de cabra, sejam Chévre, Feta, Sainte Maure ou Valençay, apresentam um sabor mais aromático e um pouco mais ácido, tornando-se fáceis de digerir. São precisos vinhos brancos com reduzida acidez, e com algum corpo para equilibrar os sabores intensos destes queijos. Por isso, a nossa recomendação inclina-se para os vinhos brancos, nomeadamente o Casa de Santar Branco que, com um sabor frutado, combina na perfeição com estes queijos mais leves.

Queijo Cheddar + Encontro Reserva Tinto Preto | Branco

Um queijo com muitas parecenças ao Camembert e por isso devem-se fazer acompanhar por tintos leves e frutados ou mesmo Brancos de oxidação marcada. Facilmente reconhecidos pelos furos, queijos semiduros como o cheddar apresentam uma nota adocicada no paladar, resultado da sua fermentação. Esta característica faz com que o queijo harmonize com vinhos leves, frescos e frutados, uma vez que equilibram a doçura e limpam o paladar. Assim, sugerimos que acompanhe o seu cheddar com uma garrafa de Encontro Reserva Tinto Preto | Branco, cujo aroma de frutos vermelhos e secos tornará a sua degustação ainda mais saborosa.

Queijo da Serra + Encontro 1 Branco

Os mais famosos queijos da serra portugueses são o da Serra da Estrela, Azeitão e Serpa, normalmente servidos com compota ou fruta fresca para neutralizar a intensidade de sabores. Um dos maiores erros na harmonização de vinhos com estes queijos é a sua harmonização com vinhos tintos ou com vinhos de elevado álcool. A gordura associada ao sal da cura, tornam a harmonização com vinhos tintos muito desconfortável. Devem privilegiar-se vinhos brancos (não devem ser espumantes) mais frutados e com alguma doçura.

Assim sendo, aconselhamos que prove o vinho Encontro 1 Branco, um dos grandes vinhos da Bairrada que, com o seu aroma intenso e frutado, não o deixará indiferente. Visto que os queijos da serra, distinguidos pela casca dura e interior cremoso, têm um sabor forte e salgado, com uma longa persistência no palato – além de que o seu cheiro também é bastante distinto, o vinho que acompanha esta categoria de queijos deve cumprir a mesma função das frutas, ajudando a limpar o palato.

Queijo Mozzarella + Encontro Espumante Reserva Bruto

Em queijos frescos, de baixa fermentação e/ou cura, e com ausência de sal e gordura precisamos de vinhos magros e frutados e obrigatoriamente sem taninos. Sendo um dos queijos frescos mais conhecidos, apreciados e utilizados na culinária, o queijo mozzarella é bastante versátil, algo que também se reflete na harmonização com vinhos. Ao acompanhar o queijo com um copo de Encontro Espumante Reserva Bruto, irá encontrar o pairing perfeito entre a simplicidade do queijo e a intensidade do aroma a biscoito, avelã e frutos secos da garrafa. O sabor neutro deste queijo consegue adaptar-se a diversos tipos de vinho – mas o nosso favorito é o espumante.

Queijo Camembert + Encontro Espumante Special Cuvée ou Casa de Santar Vinha dos Amores Espumante Bruto Touriga Nacional

O queijo Camembert é conhecido pela sua casca aveludada e interior cremoso, com uma textura suave, mas sabor intenso e ligeiramente picante. Ao contrário do Brie, o Camembert, que tem uma produção “parecida”, é marcado na boca por secura, alguma acidez e os Espumantes com estágio (sobretudo os mais estagiados) são uma excelente proposta. Assim, harmoniza muito bem com vinhos leves, de forma que temos duas sugestões para si. A primeira é uma garrafa de Encontro Espumante Special Cuvée, um espumante complexo com aroma a frutos secos, cereal tostado e geleia de frutos de polpa branca, com uma bolha muito delicada. Por outro lado, recomendamos ainda um copo de Casa de Santar Vinha dos Amores Espumante Bruto Touriga Nacional, cuja bolha fina e aroma a geleia de frutos vermelhos e biscoito equilibram a intensidade do Camembert.

Queijo Brie + Casa de Santar Tinto

Apesar de a sua aparência poder ser confundida com a do Camembert, o sabor do queijo Brie relembra o de nozes, mantendo o seu interior cremoso e uma casca mole. Em queijos de pasta suave, com mistura de leites e baixo sal, funcionam bem os vinhos mais frutados, sejam Brancos ou Tintos, mas também alguns produtos licorosos (tais como licores ou vinhos fortificados), acompanhados de frutos secos. Para o acompanhar, o ideal é um copo de vinho tinto, como o Casa de Santar Tinto, que tem um sabor frutado e elegante, marcado pelo aroma a compota de frutos vermelhos e ligeiras notas espeçadas.

Queijo da Ilha + Casa de Santar Reserva Branco

Por fim, vindo da ilha de São Jorge, nos Açores, o queijo da ilha tem um sabor acentuado, sendo que, para o harmonizar, o vinho deve ser fresco e envolvente. O efeito da cura por sal torna este tipo de queijos de facto mais intensos no sabor em boca, do que no aroma e na gordura. Os vinhos a utilizarem-se aqui têm obrigatoriamente de ser Brancos, com alguma barrica e baixa acidez. Espumantes e Tintos tornam a experiência desagradável. É nesse sentido que apresentamos o vinho Casa de Santar Reserva Branco, único pelo seu aroma fresco, cítrico e exótico aliado na perfeição às notas mais complexas provenientes do estágio em barrica.

Agora que lhe demos a conhecer as melhores combinações entre queijo e vinho, só falta um passo: experimentá-las.

Visite a nossa loja online e receba em sua casa os pairings que melhor conjugam com as suas entradas.
Partilhe connosco a sua harmonização favorita através das redes sociais e desfrute destas combinações.

Produtos da loja