Blog

História do Vinha do Contador Grande Júri 2011

Vamos contar-lhe uma história. Ou melhor, vamos deixar que alguém a conte por nós. Há um Contador, nascido no Dão e proveniente das castas Touriga Nacional, Aragonez e Alfrocheiro, que fala por si. Bem-vindo à história de um vinho do Dão premium, o Vinha do Contador Grande Júri 2011.

 

Desenhado pelo enólogo Osvaldo Amado, o Vinha do Contador passou por um processo de vinificação de trituração com desprendimento total, maceração prolongada e suave da pele, fermentação alcoólica a 26ºC e 2 meses de cuvaison. Estagiou dezoito meses em barricas novas de carvalho francês, assumindo-se como um vinho de recorte mundial e, contando segundo os especialistas, com uma grande margem de evolução em garrafa.

 

Com duas designações de rotulagem em cima da mesa, este vinho português recebeu o nome de Vinha do Contador Grande Júri pelo facto ter atingido os 95,3 pontos, superando os 94 pontos Robert Parker, colocados como fasquia ao painel de provadores. Lançado em 2011, este vinho tinto de 14.5% foi em 2018 submetido à apreciação de um painel de críticos, jornalistas, sommerliers e Master of Wine, entre os quais Charles Metcalfe, a Master of Wine canadiana Lynn Coulthard, o crítico brasileiro Alexandre Lalas ou a asiática Mabel Lai, da Hong Kong Wine Academy.

O evento de atribuição da pontuação decorreu no Paço dos Cunhas de Santar, no âmbito do programa de atividades da edição de 2018 da Essência do Vinho.

 

Características do Vinha do Contador

Com cor granada intensa, aroma e sabor distintos, muita harmonia, elegância e persistência notória, o Vinha do Contador é o acompanhamento perfeito para iguarias sublimes, carnes vermelhas, rosbife e grelhados.

Quando armazenado, deve estar deitado a uma temperatura de 15 ° C e, chegado à mesa, aconselha-se a que seja servido a uma temperatura de 16 ° C a 18ºC.

 

O Paço dos Cunhas

A Vinha do Contador representa 7 dos 30 hectares plantados na propriedade Paço dos Cunhas de Santar, na vila de Santar. O hábito de produzir vinho é secular, tendo tido origem há cerca de 400 anos. Esta vinha, em modo biológico, é alvo de tratamento de luxo e nunca se apressa a vindima: só quando as maturações são consideradas completas e equilibradas é que as uvas são colhidas. Apesar da tradição se manter no Paço dos Cunhas de Santar, na adega investiu-se em tecnologias modernas e avançadas para manter o hábito de produzir vinho.

 

Onde pode encontrar o Vinha do Contador

Por ser um vinho raro, o Vinha do Contador Grande Júri 2011 tem um acesso muito limitado, e estando esgotado para encomenda, poderá adquiri-lo tornando-se Sócio no site do Clube 19|90. É uma oportunidade exclusiva para apreciar este vinho. Não um vinho qualquer, mas o vinho português cuja história merece ser contada, o Vinha do Contador Grande Júri 2011.